O RACISMO EXISTE PORQUE VOCÊ NÃO VÊ • DESBLOGADA

Doze horas de trabalho com vários momentos isolados me proporcionam reflexões que acabam por ser importantes na minha vida.

Ontem passei a tarde inteira tentando entender como pode existir racismo em 2017, século XXI, vacinas pra um monte de doenças, livros, internet e comunicação a tona, discussões a todo tempo, e sim, ainda existe racismo em todos os lados que passamos.

Coincidentemente, como a vida é em… Acabei de ler um comentário sobre um clipe novo da Mallu Magalhães. Fui assistir. E mais uma coisa me confirmei, porque ando muito me confirmando as coisas, sabe. O racismo existe porque ninguém vê, aí ele continua aí ferindo uns em quanto outros dizem “ah, nada a ver…”.

Nada a ver.

Eu sempre me perguntava porque no meu antigo trabalho não tem pessoas negras. Esse fato ainda me incomoda aqui. Em um especifico episodio numa tarde no carro de outro antigo trabalho, um colega irritado com uma cliente soltou o comentário: “aquela preta, fodia aquele cu pra ela aprender a não mentir pros outros”. Sim fiquei em choque, e comentei: “Nossa que racista”. A respostas vocês já sabem: “Nada a ver.”

Nada a ver.

Nada se vê.

O racismo existe porque você não vê.

O comete e não vê, quando recebe um comentário sobre, diz que não tem. E esse loop está aí, fazendo pessoas sofrerem na pele, literalmente, algo cruel que não merecem porque você resolveu não o descartar, não assumir, não combater.

Dorothy Counts,

O movimento segrega, é radical, é generalista? Não amigo, ele só luta por direitos, por igualdade, ficar tentando diminuir a causa porque ficou ofendido de te mostrar a verdade que é manter um racismo que é radical e opressor.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *