1 semana sem sutiã #mamiloslivres

Erik talvez não saiba, mas seu avô(…) João talvez não saiba, mas uma pequena provocação dele aos meus instintos de liberdade me incentivou a deixar meus soutiens (téfreské mana, escreve SUTIAN mermu) na gaveta por um tempo.

alexandre-transp
Alexandre Herchcovitch – Inverno 2016 (Foto: Imaxtree)

Domingo passado, 24 de abril, fomos almoçar na casa da Olga (sogra fofã) e resolvi me livrar, pelo menos por uns dias, da peça íntima, mas já tinha comentado com João a ideia de não usar sutiã. O que me instigou mais ainda, além do fato da função mais prática do sutiã hoje em dia é esconder o POLÊMICO mamilo, foi o comentário do meu querido marido: “tu já vens com tuas invenções”.

Ele costuma comentar dessa forma tudo que eu faço fora do convencional, não de forma que tente me impedir de continuar com minhas “ideias”, mas pelo fato de sermos acostumados com outras práticas dita comum como: mulher = usar sutiã.

Foi justamente o comentário, e por ele achar que eu não teria coragem também, que resolvi não usar naquele dia, nem no dia seguinte. Na terça feira eu usei sutiã de manhã pra ir pro trabalho. Estranho, né? Fiquei com vergonha de não usar. Vergonha. VERGONHAAAAAAAA!

Faz sentido?

NÃAAAAAAO!

Foi isso que eu pensei durante a manhã, e resolvi tirar no intervalo do almoço. Não usei na quarta, nem na quinta e nem até agora. Completando uma semana hoje, e estou super feliz, maaaana. Sério! (hahahahhahahha parece besteira).

Parece mesmo, mas ontem e hoje eu refleti que não é besteira. Não o fato de usar sutian ou não mude algo na minha vida, mas relativamente muda. Muda pelo fato de eu deixar de ligar pra “vergoninha” que eu criei na minha cabeça com ajuda da sociedade dos meus mamilos, do meu mamilo feminino. Não é vergonha do peito, é particularmente do mamilo.

Eu uso biquini no verão e já decidi não ter vergonha do meu corpo, não ligo de ser gorda, não ligo pras celulites, MAS AI MEU DEUS SE APARECESSE UMA PEQUENA PARTE DO MAMILO, eu só faltava morrer de vergonha pro resto da vida eternamente. Não tinha vergonha de decotes, mas mesmo de camiseta até o pescoço, se o mamilo pulasse fora do sutiã eu me curvava em algum cantinho discretamente e escondia de volta do suporte.

Suporte, é esse o sentido verdadeiro: suporte de mamilo. Pra mante los seguros, livre dos olhos da sociedade.

IMG_0976
Os peito abanando é o que há!

 

Foi uma experiência pequena, uma vergoninha enfrentada, mas pra falar a verdade representou para minha autoestima um alcance de poder enorme. Poder de me mostrar que a vergonha que eu tive não fazia sentido, e não ligar aos olhos de quem repara meus mamilos na rua até pelo meu peito não ser pequeno, só me faz mais dona de mim, dona do meu corpo, e das minhas decisões.

O que era pra ser só uma experiência de não usar sutian durante um dia me mostrou um monte de coisa pequena na pequena que a gente liga e nem percebe.

Então sociedade, ME DESCULPA MANAAA, mas eu é que não vou mais ligar pra isso.

 

2 comentários sobre “1 semana sem sutiã #mamiloslivres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *